A Coluna da Coluna

— Artigo 11 —

Artigo 11 – Os 206

By |2020-07-30T10:23:44+00:0030/07/2020|Categories: Anatomia da Coluna, Coluna da Coluna|

Este número aí do título corresponde ao total de ossos do nosso esqueleto. 206 ossos que nos preenchem e nos sustentam. Sem eles, seríamos amórficos. O sistema esquelético é uma espécie de “armação” que protege nossos órgãos vitais e possibilita a locomoção. Além disso, pode servir como fonte emergencial de cálcio.

Osso é ativo. Pode ser restaurado e remodelado, se necessário. Constituído de 22% de água, é feito de um tecido conjuntivo extremamente forte, mas leve e flexível. Nenhuma estrutura artificial, por mais tecnologicamente avançada que fosse, conseguiria se comparar com a resistência, a durabilidade e o peso do nosso esqueleto. Os formatos dos ossos são bem diversos: longos, curtos, planos e irregulares.

É claro que nem todo mundo tem 206 ossos. Há variações naturais. Cerca de um em cada 20 indivíduos tem uma costela a mais, por exemplo. O número de ossos fundidos no crânio varia. E até que ocorra fusão natural das placas de crescimento, um bebê, uma criança, ou até um adolescente tem bem mais do que 206 ossos.

Em todo caso, 206 é o nosso número mágico. O esqueleto humano se divide em axial e apendicular.

  • O esqueleto axial (crânio, coluna vertebral e caixa torácica) tem 80 ossos.

  • Os outros 126 compõem o esqueleto apendicular (ombros, braços, antebraços, mãos, quadris, coxas, pernas e pés).

Dos 80 ossos do esqueleto axial, 22 estão na cabeça: oito no crânio (frontal, occipital, esfenóide e etmóide, e um par de parietal e temporal) para proteger o cérebro; e 14 na face (vômer e mandíbula, e um par de maxilar, zigomático, lacrimal, nasal, corneto inferior e palatino). Curioso é a mandíbula ser a única parte móvel da cabeça. Mas sem isto, não seria possível abrir e fechar a boca — ou falar e comer.

Temos 25 ossos na nossa caixa torácica: 12 pares de costelas e um esterno. Servem para proteger nosso pulmões e coração – e assim dar formato ao nosso tórax. A cartilagem flexível e a maleabilidade costovertebral permitem a caixa torácica expandir-se e contrair-se.

Dos 33 ossos que faltam, 26 fazem parte do dia-a-dia de um Quiropraxista: 24 vértebras, um sacro e um cóccix. Quando equilibrada e bem-arrumada, a coluna forma a mais bela linha do nosso corpo, na humilde opinião deste escriba. Cada vértebra é separada da outra por uma pequena “almofada”. Estes 23 discos intervertebrais são amortecedores. Sem eles, o cérebro chacoalharia a cada passo dado. Os sete ossos restantes são um hióide (o popular “gogó”) e três ossículos em cada ouvido médio (martelo, bigorna e estribo).

Dos 126 ossos do esqueleto apendicular, quatro estão nos ombros, dois na bacia, e 30 em cada membro superior e inferior. Nos ombros, temos uma clavícula e uma escápula de cada lado. A clavícula é meio que um elo de ligação entre o tronco e o braço. Vista de cima, parece formar um arco sem a corda. A escápula (ou omoplata) é um osso achatado, triangular e parecido com uma asa. A bacia ou pelve consiste de dois ossos que se abrem de tal forma a se assemelharem a uma borboleta.

Úmero, o osso do braço, é o mais longo da parte superior do corpo. De frente, parece com um haltere: uma cabeça larga tem o formato de bola e a outra ponta lembra um “carretel”. De todos os 206 ossos, o mais forte e pesado é o da coxa — o fêmur. A ulna e o rádio formam o antebraço. Entre o joelho e o calcanhar, estão os dois ossos da perna (tíbia e fíbula).

A mão e o pé possuem cinco metacarpos e metatarsos, respectivamente — e mais 14 falanges (três para cada dedo, exceto o polegar e o dedão, que só têm dois). A diferença está nos oito ossinhos carpais do punho (escafóide (navicular), semilunar, piramidal, pisiforme, trapézio, trapezóide, capitato e hamato), e nos sete ossos tarsos na região do tornozelo e pé (calcâneo, talo, navicular, cubóide e três cuneiformes). Somando tudo, a mão contém 27 ossos. Os 26 ossos do pé assentam-se num semicírculo e formam um arco perfeito.

Tendo, portanto, um osso a menos no pé do que na mão, totalizaríamos 29 ossos em cada perna. Mas a rótula, que protege, estabiliza e ajuda a movimentar o joelho suavemente, completa o trigésimo. Também chamada de patela, ela fecha com chave de ouro a contagem dos 206 ossos do nosso esqueleto.

NOTA: Maravilhas do Corpo Humano, de Anthony Ravielli (Rio de Janeiro: Ediouro, 1979; 125 páginas) é uma grande inspiração para um pequeno livro. Recomendo.

About the Author:

Iury Borges Rocha formou-se Quiropraxista em 1996 pelo Palmer College of Chiropractic, em Davenport, Iowa - EUA. É também bacharel em Ciências pelo Palmer e tem Licenciatura em Comunicações pelo Scott Community College, em Bettendorf, Iowa, EUA. Atende em Ilhéus-BA e região. Atual Diretor Acadêmico e palestrante internacional da FLAQ e do IDQUIRO, já exerceu o cargo de Tesoureiro da ABQ e foi o primeiro Coordenador do programa de Quiropraxia da Feevale. Escreveu cerca de 300 artigos num período de cinco anos sobre diversos assuntos para o hoje extinto jornal Diário de Ilhéus — sempre tendo a coluna vertebral como pano de fundo.

Próximos Cursos

Não há eventos se aproximando neste momento.

Contatos

SGAS 910, Conj. B, Bloco A, Sala 13, Ed. Mix Park Sul, Asa Sul, Brasília, DF, 70390-100

Phone: +55 (73) 3231-5928

Web: www.idquiro.com